Tarot

O Tarot e as suas origens estão envoltas em mistério e abertas à especulação.  Há quem defenda que as cartas derivam dos livros sagrados do Antigo Egito. Pensa-se, por outro lado, que tenham sido originárias na Índia ou na China e que foram trazidas pelos ciganos para a Europa. Detectam-se no Tarot símbolos que se pensa conterem os segredos do Universo e a chave da natureza humana e influências das religiões Gregas e das filosofias Árabes e Indianas, assim como da Cabala Judaica.

Muitas polêmicas giram em torno da origem do Tarô. Alguns estudiosos acreditam que foi Thot quem introduziu o Tarô no Egito. Os egípcios atribuíram a  Thot a invenção  dos hieróglifos e da linguagem. O Tarô sintetizava princípios e conhecimentos que seriam passados adiante, pois para os antigos egípcios, as letras eram deuses e simbolizavam idéias e os números eram sagrados. Antoine Court de Gebelin,foi o primeiro autor a colocar a interpretação do Tarot como um repositório atemporal de sabedoria esotérica, defende que os símbolos do Tarot derivam das imagens iniciáticas dos sacerdotes Egípcios, cujas figuras eram pintadas em duas fileiras nas paredes das galerias subterrâneas na grande pirâmide Gigé.  Advoga ainda que, provavelmente, teriam vindo para a Europa trazidas através dos ciganos, que as utilizavam para ler a sorte, na sua arte adivinhatória, cujo nome era uma forma alterada da palavra “Egípcios”. No entanto, as cartas de Tarot também poderão ter sido trazidas pelos Cruzados, no regresso da Terra Santa no século XIV. Há quem defenda a teoria de que foram os próprios templários a inventar as cartas do Tarot, uma ordem de cavalaria guerreira e asséptica formada por Cruzados por volta do ano de 1118, sob a chefia de Hugh de Payen.

Eliphas Levi, filósofo e estudioso dos símbolos e padre da Igreja Romana, acredita ser o Tarô um alfabeto sagrado e culto atribuídos aos hebreus. Ele encontrou no Tarô a base das ciências, da vida e da Cabala.  No seu livro “Dogma e Ritual de Alta Magia”, do século XIX, ele divulgou a vinculação entre os Arcanos Maiores e as 22 letras do alfabeto hebraico. Ele teve acesso a manuscritos, de origem desconhecida, que o colocaram em contato com a  tradição gnóstica perdida ou, pelo menos, oculta. Levi percebeu que a Cabala ou Árvore contém 22 caminhos por meio dos quais as “Sphiroths” ou numeração se interligam. Concluiu que as 22 “Sphiroths”, as 22 letras do alfabeto hebraico e as 22 cartas dos Arcanos Maiores representavam uma unidade para a “Grande revelação”

Acredita-se que o primeiro texto publicado oficialmente a respeito das origens do tarot foi o livro “Tarô dos Boêmios” (Paris, 1889) que seguramente é o primeiro na história do tarot a abordar os arcanos, tanto sob a ótica da metafísica cabalística quanto dos jogos adivinhatórios em uma única obra, pois os outros autores de sua época ou se reportavam a um ou a outro aspecto. O livro em questão foi escrito pelo médico espanhol, radicado na França, Gérard Anaclet Vincent Encausse (1865-1917), conhecido como Papus.

O tarô é constituido de 78 arcanos e se encontra dividido em dois grandes grupos:

Os Arcanos Maiores possuem 22 símbolos arquetípicos que revelam os estados latentes das idéias e possibilidades da vida, a saber:

O Mago , A Sacerdotisa,A Imperatriz  ,O Imperador  ,O Papa  ,Os Enamorados  ,O Carro , A Força  , O Eremita  ,  A Roda da Fortuna ,  A Justiça  ,O Enforcado , A Morte , A Temperança, O Diabo,A Torre ,A Estrela  ,A Lua,O Sol  ,O Julgamento  , O Mundo e o arcano Sem Número (também, 22 ou 0) – O Louco

Os Arcanos Menores que expressam os resultados e as formas das idéias, contidos no primeiro conjunto, possui 56 arcanos distribuídos por quatro símbolos básicos: o Naipe de Ouros , o Naipe de Espadas , o Naipe de Copas e o Naipe de Paus . Por sua vez, cada naipe, possui dez arcanos numerados e quatro arcanos com figuras da corte medieval ( Valete , Cavaleiro , Rainha , Rei )


Simbólico Tarot

É do ser humano a necessidade de descobrir o que está oculto , adivinhar , perceber o que se encontra escondido atrás dos nossos medos e esperanças . O tarot é um instrumento nesta busca . Um oráculo de interpretações simbólicas para o conhecimento das energias que trabalham na formação que a vida expressa . Jogar tarot é realizar um diálogo com o inconsciente .
As inúmeras descobertas feitas no último século expandiram as fronteiras científicas , a ciência ( física quântica ) estudou o poder realizador da energia . Os místicos afirmam que tudo é energia ! Algo antes de se materializar , se forma energeticamente . O ser humano forma uma vibração energética por meio de seus pensamentos e crenças , disso surge a teoria do pensamento positivo , mas a verdadeira teoria é a crença positiva , pois nada valeria pensar positivo se a fé não acompanhar a positividade !
O tarot independente de expor uma forma mais simples ou mais sofisticada , sempre expressa as diversas facetas da personalidade humana . É necessário falar que defendo a imparcialidade das cartas de tarot , muitos falam sobre o significado negativo ou positivo de uma carta , na minha concepção , isso é falacioso . O certo é que a carta expõe uma característica livre de julgamentos e a vibração que ela terá se encontra sob a influência da energia pessoal do consulente ( pessoa para qual se lê o tarot ) .
Vamos ao significado dos arcanos maiores de Marselha ( versão clássica do tarot ) ;
* O louco : a oportunidade da nova chance , se lançar no desconhecido .
* O mago : realizar uma nova tarefa , tomar iniciativa , moldar a vida numa nova condição .
* A papisa : se permitir ser guiado , a confiança na intuição .
* A imperatriz : encontrar a vivacidade , se harmonizar com os ciclos naturais da vida .
* O imperador : o poder realizador , a perseverança em realizar os planos .
* O papa : confiança no eu superior , a busca pelo divino , a confiança em Deus se expressa .
* Os enamorados : a escolha realizada pelo coração , assumindo compromissos , se comprometer com o outro .
* O carro : contradições superadas , buscar e alcançar as metas .
* A justiça : responsabilidade por seus atos , colher o que plantou , o que vivencio é eco de meus pensamentos , emoções , ações e crenças.
* O eremita : o recolhimento , encontrar a si próprio , permanecer fiel a si .
* Roda da fortuna : ser conduzido pelo destino , a precisão da realização do destino , cada coisa a seu tempo , o destino se cumpre .
* A força : encarar e bancar o ” leão ” interior , reconhecer a força interna que tanto pode te limitar como te libertar.
* O enforcado : o sacrifício feito em prol das mudanças , rever tudo através de novos olhos .
* A morte : a despedida , se abrir para o novo , deixar para trás o que deixou de fazer sentido .
* A temperança : encontrar o equilíbrio , o meio-termo e a paz interior .
* O diabo : enfrentar os medos , conquistar auto estima , se comprometer com a ambição .
* A torre : ruptura da estrutura atual , mudanças radicais , superar o velho padrão .
* A estrela : a proteção e a fé , novos horizontes que se abrem , a visão de um futuro melhor , confiança .
* A lua : o inconsciente , a ilusão , atravessar o limiar apesar do medo , encontrar o que está por trás dos medos .
* O sol : resolução e realização , fazer as pazes consigo , a espontânea expressão da vida , o lado ensolarado da vida .
* O julgamento : cumprimento do carma , a compensação , o resgate , o que não se contém a uma unica vida .
* O mundo : o sucesso , a conquista , o fechamento bem sucedido de uma situação , a perfeição .

Texto de Laila Lee – blog milagresnaturais.blogspot.com

Anúncios

4 comentários em “Tarot

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s