Devemos respeitar os índigos (Melane Melvin)

Os índigos vêm para este mundo com a certeza de que são enviados com um plano maior, uma missão,e têm um grande respeito por si mesmos. Ficam muito confusos e frustrados se percebem que os pais não se consideram seres espirituais como eles. Portanto, se você tem um filho índigo , é imprescindível lembrar-se sempre disso e, acima de tudo, respeitar a si mesmo. Nada desgasta mais um índigo do que ter pais que não conquistam seu respeito e que a fazem assumir o controle e a responsabilidade.
Um dia , quando meu filho Scott tinha 2 anos de idade, entrou correndo na cozinha e eu tinha acabado de lavar o chão. Ainda estava ajoelhada e estendi o braço para evitar que escorregasse e caísse. Ele parou, ficou bem ereto, me olhou direto nos olhos e disse: “Não me empurre”. Sentiu-se desrespeitado por eu achar que não conseguiria se manter em pé. Fiquei impressionada ao perceber o espírito indomável que habitava aquele pequeno corpo!
E não adianta copiar ou adotar técnicas artificiais com seu filho , você deve respeitá-lo e demonstrar sinceridade. Elas percebem quando estamos simplismente seguindo sugestões de “especialistas” em educação. Devemos servir de modelo, pois elas seguem muito mais nossos exemplos do que nossas palavras.
Se sentem que não temos integridade, deixam de nos respeitar. Mas isso não significa que nos imitem, pois elas têm personalidade e identidades próprias. Trate seus filhos como seres iguais a você em termos espirituais, mas não se esqueça que,como pais e mães, vocês têm a responsabilidade de educá-los.
Eles não estão no comando , mas sentem-se orgulhosos de poder escolher o que irão comer, ou mesmo ajudá-lo a preparar uma refeição. No entanto você não precisa se tornar um chef de cozinha só por causa disso. Já vi muitas mães que se sacrificam pra tentar agradar os filhos o tempo todo.
As crianças mais rebeldes de que já tratei em todos esses anos de trabalho como psicóloga e homeopata são aquelas que não receberam orientação ou limites dos pais. Os índigos normalmente adotam uma postura de desafio quando se sentem desrespeitados.
Liberdade é muito importante para essas novas crianças que estão a nascer, mas cada escolha tem de ser acompanhada da noção de responsabilidade.
Os índigos já se sentem diferentes das outras pessoas e quando diagnosticados com TDAHs, acreditam que essa diferença é negativa, o que pode causar depressão e comportamentos viciosos que acabam bloqueando seus talentos naturais. O fato de não conseguirem se concentrar ou permanecerem quietos os faz sofrer muito. Quando tratadas como crianças indisciplinadas , sentem-se depreciadas e com muita raiva. Entretanto, com o tempo, acabam absorvendo e incorporando as opiniões das pessoas à sua personalidade. Não desejamos que os índigos sejam como todas as pessoas , mas é muito difícil ser diferente. Sentem muita solidão e isolamento. Não é preciso dizer que são diferentes , isso eles já sabem,é preciso ensinar que estas diferenças são positivas . Se perguntarmos a um índigo se ele quer ser como a maioria das pessoas, sua resposta é não. E isso é um sinal de sua escolha e preferência de ser quem é.
Índigos são normalmente pessoas muito independentes. Não devemos nos surpreender quando tomam determinadas decisões ou escolhem caminhos diferentes dos nossos .Sua decisão é inabalável e pode assustar.Como o sentido natural de independência dos índigos também envolve interesse pelas pessoas,não se deve desenvolver neles a necessidade de depender das opniões alheias ou culpa por seguir sua intuição, algo que as gerações antigas tiveram de enfrentar.
Os índigos se preocupam com todos os seres vivos: o planeta, os animais,as plantas e as pessoas.
Reagem a qualquer demonstração de crueldade,injustiça,violência e insensibilidade.Além disso mesmo desejando muitas coisas , não costumar ser materialistas (a menos que sejam muito mimados),mas sim generosos.
O desenvolvimento moral tem origem na compaixão,Na ética,nos sentimentos e não em normas e regras rígidas. Em momentos de crise, o coração é quem nos dirige, e não a mente.Bravura e coragem nascem do desprendimento,da prontidãode pessoas em se arriscar em benefício das outras e não do raciocínio lógico sobre os prós e os contras da situação,ou seja, não é nossa mente,mas sim nosso coração que determina nossas ações corretas.

Anúncios

21 comentários em “Devemos respeitar os índigos (Melane Melvin)

  1. Nasci em 1953, mas me senti totalmente identificada com os índigos, desde a minha infância, até hoje, com 58 anos, identifiquei-me muito.

  2. Nossa parece uma descrição do meu filho, tem tido problemas de comportamento com ele, parece que sempre sabe o que quer e a hora que quer, sempre dorme muito tarde e acorda muito bem e detesta ser tratado como criança(ele tem 6 anos) principalmente se percebe que estão tentando lhe enganar. Por favor me de uma luz, que caminho devo seguir?

  3. Eu sou indigo e nasci em 1980.. fiquei muito muito surpreendido porque nunca tinha ouvido falar disto e ao ler o texto identifiquei-me com todos os paragrafos percebendo agora o porque de sertas frustrações pessoais

  4. Oi boa noite começei a ler sobre indigo , meu filho é nascido em 2004 será que ele é indigo como posso perceber pois muitas caracteristicas acima parace muito com ele.

  5. Olá, sou indigo e nasci em 1973! Descobri na idade adulta que sou índigo, após ter procurado o meu lugar no mundo “normal” e não o ter encontrado! Agora sigo só o meu caminho por muito que digam ou possam pensar que sou “maluquinha”! Como nunca me senti integrada em lado nenhum, adoptei hábitos de pessoa só, tais como a escrita! Interesso-me por coisas que não interessam a ninguem e riem-se de mim se eu digo que consigo sentir a dor do mundo! Sinto cada fogo na floresta, cada ataque à minha mãe, terra. Sinto a dor nos corações das pessoas! É assim tão impossivel eu sentir isso?

    • Namastê! Sou solidário contigo, caríssima! Tbém sou de 1973 (julho) e descobri isso há pouco tempo. 2013 tem sido-me um dos anos + difíceis (se é que tive algum ano fácil por aqui) de que me lembre…
      Virginio R N

  6. Eu nasci em !962 e Eu Sou Indigo e tenho cinco filhos e um neto cristais…e por favor parem de se apegar em regras sobre datas…viemos e estamos aqui…isso que importa…o que de verdade nem importa…

  7. Boa tarde…:-) sinto que o que eu li me descreveu. Não tive a sorte de nascer numa família espiritualmente evoluída, não têm consciência deles mesmos nem das asneiras que fazem. Não acreditam em reencarnação. Preferem adoptar a religião mainstream porque os demais o fazem, não sabem pensar por eles mesmos e não me respeitam. Não respeitam minha individualidade, personalidade, nem meus gostos ou livre arbítrio e eu já tenho 30 anos. Desde pequena que sempre quis ajudar minha mãe nas tarefas de casa e ela achava que eu estava tomando o comando quando no fundo só a queria ajudar. Sempre me preocupei com a natureza e principalmente com a pobreza e fome no mundo. Quando vi o Liveaid dos anos 80 me identifiquei e emocionei muito e teria pelo menos uns quatro ou seis anos. Sempre gostei de línguas (ficava horas em frente ao canal da BBC a ver o telejornal aos quatro anos) e de viagens desde que me conheço por gente. Desde pequena que sempre quis fazer projectos humanitários. Sinto que vim com uma missão mas não a estou a conseguir cumprir devido á ignorância dos outros e de meus pais. Sinto-me muito fustrada. Sempre me senti diferente dos meus colegas de escola (nunca me senti superior) mas sempre senti que era mais madura que eles em certas coisas. Sempre me senti uma outsider. Por vezes é muito difícil porque sinto que meus amigos não me conhecem e estou falando com eles em outra língua…consigo ver as intenções dos outros…o coração sem eles abrirem a boca. É muito cansativo estar num mundo tão corrupto e com consciências tão involuídas. Sinto que estou caminhando para trás…Sinto que estou esbracejando mas não estou conseguindo sair do lodo para cumprir minha missão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s