Animal de Poder

Indianer2

“É possível encontrar animais 

que se comunicam com você 

de modo mais particular 

– através do poder. 

Estes animais podem lhe ensinar 

segredos de cura especiais 

e podem chamá-lo 

para que você os acompanhe 

na Dimensão dos Sonhos.”

Jamie Sams e David Carson

Em todas as tradiçoes xamânicas os animais são vistos como arquétipos, símbolos de energias que existem e que podemos encontrar e manifestar dentro de nós. Desde a antiguidade, segundo registros, existem rituais onde os homens e animais se faziam presentes. Hoje os encontramos em nosso dia a dia na astrologia, na alquimia, nas cartas de tarô entre outros. Existem algumas maneiras de se descobrir o animal que está presente em nosso interior, seja através de ritual, concentração ou mesmo da intuição.

O Animal de Poder é um arquétipo, ou manifestação simbólica, manifestação de Forças Interiores que atua como Guia ou Mentor uma energia, uma forma que representa nossa personalidade ou comportamento (Espírito Animal / Totem). Eles aparecem para chancelar o que você está vivendo no momento, ou para alertar sobre a mudança necessária que devemos realizar em nossas vidas.

Este animal corresponde às características que aquela pessoa necessita desenvolver, aprender e manifestar em si em determinado momento de sua vida. O animal de poder é requisitado em todos os trabalhos xamânicos. Uma vez que se descobre o animal de poder, devemos estabelecer um relacionamento com o mesmo. Deve-se invocá-lo para realizar suas tarefas, visualiza-lo freqüentemente perto e dentro de você.

Esse nosso poder pessoal tem muito a ver com nosso lado primitivo e xamânico, que foi devidamente domado, subornado e castrado pela sociedade, ao longo das gerações. Mas ainda está dentro de nós, e muitas vezes é a parte mais autêntica e verdadeira que temos por trás de nossas obrigatórias máscaras.

O simbolismo animal está profundamente gravado em nosso inconsciente coletivo. Herdamos sentimentos e recordações inconscientes que condicionam nosso comportamento consciente.

Quando os antigos classificaram as propriedades dos animais de poder, estavam na verdade classificando comparativamente as pessoas, de acordo com a forma como o Poder se aproximaria melhor delas e vice-versa. Estavam dando nome e corpo às existentes formas de aproximação ao nosso poder pessoal.

A VIAGEM DE RECUPERAÇÃO DO PODER PESSOAL

Segundo o antropólogo Michael harnaer, os xamãs de há muito perceberam que o poder do espírito guardião ou tutelar toma a pessoa resistente às doenças. A razão é simples: ele propicia um corpo vigoroso que resiste à intrusão de forças exteriores. Do ponto de vista xamânico, num corpo cheio de poder, simplesmente não há lugar para a fácil entrada das energias intrusas e prejudiciais, conhecidas, na realidade comum, como doenças.

Ter pleno poder é como ter um campo de força em torno de si, porque se é resistente a energias intrusas, o equivalente xamânico das infecções; do ponto de vista xamânico, as doenças costumam ser intrusões de poder. Não são naturais ao corpo, mas trazidas para ele. Se você tiver pleno poder, resistirá a elas. Assim, a posse de um espírito guardião é fundamental para a saúde. Doenças sérias só costumam ser possíveis quando a pessoa está desanimada,perdeu sua força energizante, o espírito guardião. Quando uma pessoa toma-se deprimida, fraca, predisposta a adoecer, trata-se de um sintoma de que ela perdeu seu poder animal e, assim, já não pode resistir às indesejadas “infecções” ou intrusões de poder, ou rebatê-las.

DESCOBRINDO O ANIMAL DE PODER

 

Anúncios

Um comentário em “Animal de Poder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s