Desmistificando os Índigos e Cristais

Por vezes ao estudar este tema tão fascinante das crianças índigos e cristais me perguntei se estes seres faziam parte de um seleto grupo que vinha com a missão específica de ajudar a Terra neste período de ascenção planetária e tenho certeza que não fazem parte de um grupo específico . A maioria da população já é Índigo , buscando mudanças no Planeta e novas formas de se pensar .

Ao decorrer dos meus estudos vi que por a Terra está entrando na ERA de Aquário , o período do amanhecer solar , o que conhecemos como 2012 , a intenção das Eras nesse ciclo muda , assim toda a vibração dos mundos que estão ao redor destas estrelas também mudam. Então , tudo que se vinha trabalhando ao longo da história “conhecida” começa a se abrir para um tipo de história totalmente desconhecida, devido há um aumento de energia proveniente do Sol e isso faz com que a Terra transforme sua vibração energética . Quando se transforma esse nível energético , ele vibra de uma forma diferente , quando vibra em uma cor diferente. O nível de vibração do planeta cria uma cor diferente .

Devido a emanação deste calor , todas as almas têm de se adaptar a essa nova cor . E a cor que está vibrando na Terra é que é conhecida como Índigo. Hoje as pessoas falam muito sobre as crianças índigo. Não é um grupo que vem com um traje índigo ou algum tipo de nível espiritual índigo , são apenas almas novas que estão chegando para trabalhar na Terra durante este período,e para poder fazê-lo necessita dessa cor índigo para funcionar na vibração da Terra. Desmistificando a fábula que se criou através de livros sobre crianças “especiais” e que ninguém mais é índigo a não ser este percentual específicos de crianças índigo.. Na realidade a Terra que está vibrando em índigo. O que significa a cor índigo? Índigo é a cor do terceiro olho , que conhecemos como o olho das visões mais além das comuns. Essa cor é a Transmutação , e as almas têm vindo para criar da maneira que melhor se adapta a cada uma delas. Se seu contexto é agressivo ou muito passivo , elas criarão por meio da agressividade e pela quebra de idéias a nível familiar . Elas vão fazê-lo através da sexualidade , da política , do vandalismo , da arte , da indiferença , do tribalismo , e mesmo através do amor puro ou possesivo…
MAS ELES VÃO MUDAR TUDO. Pois essa é sua missão : mudar as coisas para criar que seu contexto necessita. O que eles também fazem é transmutar a visão do que há ,e gerar as idéias , a criatividade. E mudando , tudo o que vem a nascer no planeta Terra começa a se transmutar, esta transmutação acontece por diferentes formas : através da agressividade , dos conflitos entre as sociedades , pela tranquilidade , por meio da ação ou da não-ação , que são ambos muito úteis para o Universo. Então esta vibração faz com que tudo que entra no planeta como novo vibre nessa energia de transmutação. Qualquer ser que ingresse o planeta a partir de quando os véus começarem a mudar na década de 80 , torna-se índigo. Isso significa que cada árvore , pedra , animal e humano que nasce a partir dos anos 80 já é índigo e buscam transformar a Terra , quebrar os sistemas impostos , transformar socialmente , enfim transmutar o mundo … Não é um grupo especial , o “grupo” que é visto como especial depende do nível vibratório que chegue a Terra. Mas não por ser índigo , mas por causa da especialidade que cada um tem a esse nível , é isso que os fazem humanos diferentes, é por isso que alguns índigos são guerreiros , outros criativos , alguns deles totalmente pacíficos e outros simlismente ignoram tudo. índigo é uma vibração que busca a MUDANÇA . A única coisa que dependem para atingir sua missão é que os adultos não se preocupem só com seu bem estar e educação , a melhor maneira que eles podem ajudá-los é esquece-los e começar a ouvir a si mesmos , internamente.
O cristal , em comparação com o índigo , é um Ser que vem a partir dos níveis crísticos, São centenas de milhares de pequenos Cristos que têm vindo cumprir sua missão do amor incondicional. São gerações que começaram a surgir a partir de 2000 , são  as almas que trabalham mais a espiritualidade e por meio da harmonia vem trabalhar a espiritualidade , com a harmonia das sociedades e da pessoa interior. (Os pacificadores)

O problema que a sociedade está tendo agora é: o que devo fazer com essas crianças índigo?

As crianças índigos vem transmutar tudo o que podem , e vão fazê-lo num primeiro momento através do que pensamos ser inação, uma não-ação e o que promove é deter o fluxo social . É uma contra-ação do que se espera de uma revolução índigo. A idéia de ter que criar algo novo não é a primeira reação de um índigo ,sua primeira reação é a de não fazer nada que promova o SISTEMA.

O que deve-se fazer são mudanças a nível educacional , político , social … aprendermos mais na prática do que na teoria.

Um novo contexto educacional :

https://revolucaodosindigos.wordpress.com/2011/02/01/escolas-alternativas-para-as-criancas-indigo/
https://revolucaodosindigos.wordpress.com/2011/01/19/uma-visao-educativa-para-os-pioneiros-do-novo-paradigma/

Contrato entre Pais e Filhos

Antes de uma alma encarnar na Terra ela seleciona um local e a família que preencherá as suas necessidades espirituais de crescimento e evolução. Vocês podem estar certos que as vossas crianças os selecionaram por uma razão que as conduzirá ao crescimento delas assim como também ao vosso, pois estes contratos de alma são sempre de natureza mútua. Os pais se responsabilizam por criar a alma que chega a seu corpo jovem assim como protegê-la e dar-lhe tudo o que necessita para sobreviver no plano material. Os pais também se responsabilizam por ajudar no desenvolvimento de quaisquer habilidades e talentos que possam fazer parte da missão espiritual da criança neste planeta. A criança, por sua vez, responsabiliza-se em ajudar os pais a elevarem a sua consciência através da convivência com uma alma de vibração superior e de mais profunda sabedoria. Este é o caminho natural da evolução, onde a alma da criança está sempre numa espiral superior de evolução e podendo, portanto, auxiliar os pais a também evoluírem. Mas os pais necessitam estar conscientes desta dádiva. Tantos pais adormecidos vêem suas crianças como seres vulneráveis, que necessitam ser controladas e moldadas, que são incapazes de ver a sabedoria e a dádiva que vem com cada criança. Na futura Nova Terra, cada criança que nascer será reconhecida por sua sabedoria como alma. E os pais estarão conscientes de seu contrato com a criança, e buscarão cumpri-lo juntamente com suas obrigações materiais para o bem estar físico da criança.

Criança Índigo:

Os pais que aceitam apoiar e criar uma criança da vibração Índigo concordaram em ser os zeladores de uma alma que traz uma nova forma de energia para o Planeta. Crianças Índigo são almas pioneiras e seus pais acordaram em juntarem-se a eles para serem os pioneiros de novas formas de vida familiar e comunitária. A missão da alma da criança é questionar e desafiar velhas formas e criar o caminho para a manifestação de novas formas. Uma criança Índigo é também sensível, amorosa, talentosa e intuitiva. Os pais responsabilizam-se em encontrar formas de estimular esta sensível e bela energia e ajudar no desenvolvimento dos dons e talentos da criança até ao ponto que puderem. A criança, por sua vez, se compromete a ser a instrutora de novos caminhos. Mas para fazer isto precisa desafiar e questionar os velhos caminhos. A criança Índigo faz isto de duas maneiras. Primeiramente, ele ou ela questiona ou desafia todos os sistemas de crenças e “regras” que vocês ou qualquer outra pessoa tente impor a elas. Desta forma elas lhes mostrarão o que funciona para elas e o que não, e dependerá de vocês, como pais, ouvirem e aprenderem,e não tentarem impor a vossa vontade a elas. O segundo método de ensinamento é a criança prover um “espelho” para os pais. A criança aceita os padrões disfuncionais que os pais estão a fazer prevalecer nas suas vidas. Estes padrões têm geralmente a ver com a baixa auto-estima e a não aceitação do eu. É por isto que tantos Índigos entram em padrões auto-destrutivos de abuso de drogas e promiscuidade sexual. Eles estão refletindo de volta à suas famílias e comunidades os padrões auto-destrutivos que eles aprenderam. É também por isto que muitos pais de Indigos lutam com os padrões de comportamento aparentemente destrutivos dos adolescentes Índigos. Os pais precisam compreender que necessitam examinar os seus próprios padrões destrutivos e começar a vivenciar padrões mais amorosos e revigorantes que auxiliem a si e à suas crianças. Quantos pais preenchem suas mentes e corpos com pensamentos e substâncias tóxicas e gastam seu tempo com trabalhos que não gostam, anulando os seus verdadeiros sentimentos? A vossa criança Índigo o alertará disto e será o vosso guia para libertá-los destas formas de ser aprendidas e herdadas. Elas vos ajudarão a despertarem para quem e o que vocês são e para o que vocês são capazes quando são verdadeiros consigo mesmos.

Crianças Cristal:

A criança da vibração Cristal traz um tipo diferente de contrato com os pais. Pode-se dizer que onde as Índigo são a equipe de demolição, as Cristal são os construtores. É por isto que Índigos e Cristais encarnam com tanta freqüência na mesma família. Isto permite que sejam removidas as velhas estruturas e as novas sejam construídas. Mas uma criança Cristal é um ser de vibração muito alta e a missão de sua alma inclui trabalhar na Rede Planetária Cristal e manter a energia para facilitar a mudança global. Assim sendo, o contrato com a criança Cristal é ainda mais desafiador para os pais que precisam compreender que esta pequena criança é também uma alma sábia e poderosa cujo trabalho se estende além dos estreitos perímetros da família. É por isto que as crianças Cristal estão frequentemente estressadas e superenergizadas. Elas estão trabalhando com as energias daqueles à sua volta, não apenas ao nível familiar, mas também ao amplo nível comunitário. O desafio é dos pais em compreenderem a natureza do trabalho do ser e alma da criança Cristal e tentarem apoiá-los de acordo. Em retorno, a criança Cristal auxiliará no crescimento espiritual dos pais. A criança Cristal é capaz de “atrair” para a vida dos pais as pessoas e eventos que os pais necessitam para seu desenvolvimento. Isto é porque a consciência da criança Cristal frequentemente se estende de forma muito ampla e pode localizar e atrair aqueles seres que poderão ser mais benéficos naquele momento para a família. Portanto, pais de crianças Cristal frequentemente se encontram numa trilha de acelerado crescimento e desenvolvimento que é a dádiva de sua criança. O crescimento espiritual irá auxiliar mais frequentemente a criar um nível superior de consciência dentro da família e também a criar novas formas de interação familiar e respeito. O ensinamento mais poderoso aqui é o da “Igualdade do ser”. A criança Cristal presenteia a família com energias poderosas, amorosas e criativas. É o “equivalente” dos pais e precisa ser tratada com exatamente o mesmo amor, respeito e honra. No futuro, as crianças serão consideradas como iguais e com “direitos” iguais na família e não apenas como dependentes. As crianças serão consultadas nos assuntos familiares que as afete e lhes serão dadas opções e escolhas. Este é o ensinamento delas e seu contrato com vocês, como pais – honra, respeito, apoio e amor, que é mutuo e mutuamente benéfico.

Fonte: http://www.starchild.co.za/portuguese/channel14por.html#two

Boriska – O menino Cristal

Boris Kipriyanovich, um jovem adolescente , vem sendo notícia desde muito menino nos vários jornais, revistas e documentários da tv do mundo inteiro. Ele é considerado uma das mais destacadas crianças CRISTAIS , seres humanos dotados de faculdades especiais, com um alto grau de inteligência e surpreendentes conhecimentos sobre o Universo, os Extraterrestres, os Mundos habitados, o passado remoto da Terra, os Mistérios da Antiguidade, e o futuro do Planeta.

Boriska nasceu na Rússia em 11 de janeiro de 1996 e sua mãe, Nadezhda Kipriyanovich, descreve o trabalho de parto, dizendo que “Foi muito rápido, não senti nenhuma dor e quando me mostraram o bebê, ele me olhava fixamente com seus grandes olhos castanhos. Como médica, sei que não é habitual num recém-nascido esse olhar tão concentrado”…
Seus pais, confessam sua preocupação pelo filho, pois temem que Boriska tenha certas dificuldades de convívio social, além de sofrer previamente com a visão de acontecimentos que vislumbra fora do tempo e vêm sempre a contecer. Há anos atrás (em 1-Setembro-2004), durante a crise de Beslan (aquele ataque do exército russo à Escola onde estavam reféns adultos e crianças por parte de um comando de chechenos), ele recusou-se a sair de casa nesse dia e sabia que as coisas iam ter um final terrivel, como efetivamente aconteceu. Ou seja, morreram 186 crianças e centenas ficaram feridas.
Boris começou a falar aos quatro meses e com um ano e meio já lia os jornais.
Aos dois anos de idade, no jardim de infância, os professores perceberam que ele era diferente: aprendia tudo rapidamente e tinha uma memória extraordinária. Mais ainda, Boriska mostrava conhecimentos que não eram adquiridos na escola.
Aos três anos, Boris começou a conversar com seus pais sobre o Universo. Ele sabia nomear todos os planetas do Sistema Solar e seus respectivos satélites. Ele falava também nomes e números de Galáxias. Isso pareceu assustador e a mãe pensou que seu filho estava fantasiando; por isso, resolveu conferir se aqueles nomes realmente existiam. Consultou livros de Astronomia e ficou estupefacta ao constatar que Boris sabia mesmo o que dizia.
Ele afirma que já viveu em Marte noutra vida e diz que o planeta é habitado, embora tenha perdido uma vez a sua atmosfera num passado remoto, devido a uma grande catástrofe. Mais afirma que, hoje, os marcianos vivem em cidades subterrâneas. Daí o fato dos nossos cientistas dizerem que não há sinais de vida em Marte quando observam aquele planeta. De resto, segundo a tese da Terra Oca, de vários autores de renome, aqui também existem cidades subterrâneas nos reinos internos conhecidos há milhares de anos pelos Mestres Hindus e Lamas Tibetanos.
Voltando ao Boris, ele afirma também que costumava visitar a Terra pilotando uma nave espacial num tempo muito remoto quando a Terra era dominada pela civilização lemuriana cujo declínio, que ele próprio testemunhou, foi causado pela degradação espiritual da humanidade.
A mãe deu-lhe um dia um livro intitulado Whom We Are Originated From, (“De onde viemos” ou quais as nossas origens), de Ernest Muldashev, e ele ficou muito entusiasmado com as descrições dos lemurianos, as imagens dos templos tibetanos e passou muitas horas falando com os pais sobre a Lemúria como se já conhecesse aquele povo e sua cultura.
Mais tarde, a mãe dá-lhe um segundo livro do mesmo autor, intitulado In Search of the City of Gods (Em Busca da Cidade dos Deuses), e mais uma vez olhando as figuras ele comentava sobre as Pirâmides, os Santuários, e revelou que «As pessoas não vão encontrar os conhecimentos antigos dentro da grande pirâmide de Quéops», mas sim numa outra que ainda não foi descoberta. E acrescentou: “A humanidade vai se surpreender e até mudar quando conseguirem abrir a Esfinge…”
Boriska também adverte sobre uma alteração dos pólos magnéticos da Terra que, em breve, causará duas grandes catástrofes: uma em 2009 e outra em 2013. Este é de resto o ano da ‘Operação Resgate’ que muito se fala ultimamente e tem a ver com uma Intervenção Extraterrestre para salvar a Humanidade, ou parte desta.
Boris diz, porém, sobre esses Acontecimentos, que muitas pessoas perecerão no meio de calamidades e fala sobre a morte dizendo: Não tenho medo da morte porque nós vivemos eternamente…
Enfim, penso que este jovem é um predestinado ou mais um dos que farão parte na Nova Era, sabendo o que vai acontecer aqui na Terra onde toda a Humanidade vai decerto passar por tempos de grande atribulação, necessários de resto para um Mundo Novo e uma Nova Civilização.

Enquanto as agências espaciais tentam encontrar sinais de vida no planeta Marte, Boriska, aos nove anos, relata aos seus parentes e amigos tudo o que sabe sobre a civilização marciana, informações que ele recorda de uma vida passada. Um jornalista russo entrevistou recentemente o menino sobre sua experiência como habitante de Marte:

ENTREVISTADOR – Boriska, você realmente viveu em Marte como dizem as pessoas da vizinhança?

BORISKA – Sim, eu vivi, é verdade. Eu tinha 14 ou 15 anos. Os marcianos faziam guerra todo o tempo e eu tinha de participar daquilo. Eu podia viajar no tempo e no espaço, podia voar em naves espaciais e também pude observar a vida no planeta Terra. As naves marcianas são muito complexas e podem se deslocar pelo Universo.

ENTREVISTADOR – Existe vida em Marte atualmente?

BORISKA – Sim, existe, mas o planeta perdeu sua atmosfera há muitos anos atrás como resultado de uma catástrofe global. O povo marciano ainda vive em cidades nos subterrâneos. Eles respiram gás carbônico.

ENTREVISTADOR – Qual é a aparência dos marcianos?

BORISKA – Eles são muito altos, uma altura média de sete metros. Eles possuem capacidades inacreditáveis.

Boriska fala de Marte mas também tem lembranças de suas observações sobre Terra naquela existência passada: ele foi testemunha da destruição da lendária civilização da Lemúria, “A maior catástrofe que já aconteceu neste planeta. Um continente gigante foi engolido por terríveis tempestades oceânicas. Eu tinha um amigo lemuriano que morreu na minha frente esmagado por uma rocha. Não pude fazer nada. Nós estamos destinados a nos reencontrar em algum momento desta vida.” Sobre o Egito, Boriska diz que existe um conhecimento precioso oculto sob uma pirâmide que ainda não foi descoberta: “A vida vai mudar quando a Esfinge for aberta. A Esfinge tem um mecanismo que aciona uma abertura secreta. O mecanismo está atrás da orelha.”

Quanto ao aumento de nascimentos de crianças especialmente dotadas, o garoto informa que isto é decorrência do fato de que “chegou a época” propícia para que elas venham à Terra porque o “renascimento do planeta se aproxima… Eles estão nascendo e estarão preparados para ajudar as pessoas… Amar seus inimigos, essa é a Lei. Você sabe porque o lemurianos pereceram? Porque eles não investiram no desenvolvimento espiritual e mergulharam nas práticas da Magia desconsiderando esta Lei. O amor é a verdadeira mágica!”. Boris encerrou a entrevista dizendo: Kailis, e o entrevistador perguntou:

ENTREVISTADOR – O que você disse?

BORISKA – Eu disse Olá. Essa é a língua do meu planeta.

Como ajudar nossos Índigos e Cristais? (Défict de atenção e hiperatividade)

Alguns diagnósticos de transtorno de deficiência de atenção e hiperatividade estão baseados em um teste que só levam em conta os comportamentos, não reparam se existe alguma causa física e/ou emocional. Para lhe dar um exemplo, se a criança consome muito açúcar ou cafeína , se dorme mal ,se chama a atenção , se tem transtornos no sono e se vê mal , se não escuta corretamente ou simplismente se é uma criança malcriada ou mal-educada , pode mostrar os mesmos sintomas que os do “chamado” transtorno de deficiência de atenção e de hiperatividade. Normalmente , a maioria dessas crianças pode se concentrar em algo que lhes interessa, irá fazê-lo de uma maneira profunda e sem qualquer problema. Isso quer dizer que , quando não se concentram em tarefas que não lhes interessam , têm transtorno de deficiência de atênção? O que acontece quando só sofrem dessa “chamada” patologia em certos momentos, e esses momentos só acontecem quando algo não lhe interessa? Realmente existem tanto a hiperatividade como o défict de atenção , mas o que significam? Sintomas que nelas são a falta de canalização das energias.

Por este motivo , muitas crianças são medicadas principalmente com RITALINA , uma droga legal , mas que não deixa de ser um tipo de anfetamina. Em quase todos os colégios , atualmente , em quase todas as turmas há alguma criança erroneamente medicadas e alguns educadores já exigem em suas salas de aulas que mediquem as crianças , senão não serão aceitas. Como as crianças são “socialmente” incômodas , nós as anulamos. Olhe à sua volta e verá as consequências do que a heroína fez com as pessoas ,todas as “ínas” , olhe o que elas fazem com a sociedade. Com a RITALINA não é diferente, cria-se uma dependência na droga, e dessa forma , abrimos as portas para futuros consumos.
Acredita-se que é muito difícil ajudar nossas crianças, mas não é tanto assim. Por que, vejamos: elas aprendem por imitação e nós vivemos numa sociedade hiperativa e com transtorno de deficiência de atenção, vivemos a 200 quilômetros por hora , sem tempo para nada nem ninguém . As crianças só estão fazendo uma coisa : imitando-nos . Se nós transformarmos o nosso estilo de vida , as crianças também mudarão.

Propõe-se:

  • Dar-lhes tempo de qualidade e atenção, e não 10 horas sem atenção, mas meia hora com intenção e carinho.
  • Mudar a alimentação para uma que se adapte mais à  natureza de cada um e que seja o mais natural possível. Nós somos aquilo que comemos.
  • Utilizar FENG SHUI nas casas.
  • Vesti-las com cores suaves, as coras fortes dão mais energia.
  • Utilizar aromoterapia para as noites.
  • Em vez de lhes ler um conto , leia um mantra.
  • Respeitar seu espaço e seu tempo.
  • Levá-las até junto da natureza tão freqüentemente quanto for  possível.
  • Se tiver de lhes dar algum tipo de medicamento que seja homeopático.
  • Que seja a criança a escolher o colégio para o qual quer ir. Se tiver de passar muitas horas ali, ela saberá se gosta ou não.
  • Os sistemas pedagógicos mais adequados são os Freinet, Montessori e Warldorf.
  • Trate sua criança como o seu melhor amigo , pois com os amigos temos limites , com a família não.

PERGUNTAS AO DR. JOSÉ FERNANDO DÍAZ , MÉDICO HOMEOPATA

1 ) Do ponto de vista médico, o que se observa de diferente ou novo nas crianças da nova geração?

Nas consultas médicas , observo as crianças das novas gerações como crianças muito mais sensíveis na parte emocional , muito intuitivas , adiantadas no seu desenvolvimento psíquico e na sua aprendizagem , que , em geral , respondem mal a tratamentos químicos. São mais acentuados os efeitos colaterais desses medicamentos e , ao contrário , respondem muito bem à homeopatia porque tratamos a doença como um todo na causa (emocional) e efeito (sintomas físicos ). A medicina floral também ajuda a prevenir muitas doenças e a resolver os conflitos emocionais.

2 ) Existem investigações e explicações sobre como interagem as crianças?

Cada dia se fala com mais força da interação daquilo a que se chama sistema psiconeuro-endócrino-imunológico , ou seja , que a imunidade vem a consequência do psíquico-emocional. Como diz Deepak Chopra , quando uma pessoa está triste , por exemplo , todas as suas células estão tristes e trabalham mal , em virtude de suas células de defesa estarem deprimidas, essa pessoa se torna mais propensa a infecções ou doenças . Para isso, recomendo um livro chamado Cura Quântica , de Deepak Chopra. Sob outro aspecto, sabe-se que o hemisfério direito é o que controla o que chamaríamos de intuição – coração , e o esquerdo a nteligência – razão, sem dúvida , as crianças da nova geração utilizarão cada vez mais o hemisfério direito.

3 ) Meu filho dorme muito pouco . O que devo fazer? Não deixa a família descansar.

Pode ser o caso de uma criança inquieta ou hipercinética , em quem funciona muito bem a essência de verbana do sistema floral de Bach.

4 ) Como se pode diferenciar uma criança índigo de uma criança com défict de atenção e/ou hiperatividade?

Às vezes é difícil diferenciar esses dois aspectos, visto que um paciente com défict de atenção pode ser inquieto ou não , mas o primeiro implica em um problema de concentração , a criança não consegue se concentrar em uma atividade e qualquer coisa a distrai. Uma criança comum é inquieta , o incomum é se comportar como um “furacão” que enlouquece os pais ou que , durante uma consulta médica, não consiga permanecer quieta um só instante, põe em desordem todo o consultório do terapaeuta, etc. Geralmente essas crianças não comem pela sua inquietude , e não dormem. De novo recomendo as essências de Bach, clematide para o distraído e verbana para o inquieto .

5 ) Algumas crianças (como podem ser alguns de tedência CRISTAL ) sofrem alergias e problemas das vias respiratórias. O que o senhor recomenda a esse respeito?

Dizem os que estudam a origem psicodinâmica das enfermidades , que toda doença é de origem emocional. No caso das alergias , a medicina covencional pergunta a que é alérgico o paciente (frio,calor,pólen,pó,animais,etc.) Por outro lado , na medicina alternativa deve-se averiguar a quem ou a que situação alérgica a criança ( a um professor , um colega , um conflito entre os pais,etc.), visto que as alergias sempre expressam uma rejeição de algo, um espirro, por exemplo , pode querer dizer : “Não se aproxime de mim que eu lhe contagio”

6 ) A que espécie de medicina respondem melhor em geral?

Para a criança hipercinética (irriquietas) a medicina convencional costuma receitar altas doses de cafeína e , se isso não funciona, usam anfetaminas, drogas perigosas para o crescimento das crianças e cujos efeitos colaterais podem ser dramáticos a longo prazo. Só suprimem o sintoma enquanto a criança as consome , mas não soluciona o conflito. No meu campo de trabalho, recomendo a homeopatia unicista e a medicina floral, no qual vejo bons resultados. Também sabemos que existem outras terapias , como , por exemplo , a musico terapia , a dança , a arte- terapia , estas ajudam bastante , além das meditações em movimento como : o tai chi , o ioga e as artes marciais.

7 ) Em geral , o que o senhor recomenda para as crianças?

Tudo isso para as crianças e para os pais também. Deve-se recordar que toda criança , seja ÍNDIGO ou não, é uma ALMA VELHA em um corpo novo ,motivo pelo qual deve receber um tratamento igualmente respeitoso como se fosse adulto ; colocá-la à altura de nós, por exemplo , sentá-la à mesa para que , ao falar com ela , fique em igualdade, etc. Os que pensam que as crianças compreendem tudo têm toda razão.

8 ) Algumas recomendações para os pais?

Uma terapia que tenha êxito deve ser administrada a toda a família, em especial à mãe, visto que dizem que a criança comparte a energia da mãe e é o seu reflexo energético , motivo pelo qual tratar as crianças sem tratar os pais seja um absurdo. Isso me faz recordar um psiquiatra amigo de meu pai a quem perguntaram se poderiam levar-lhe à consulta uma criança “problema” ; ao que respondeu: “Não me tragam a criança , tragam-me seus pais”. No instituto em que estudei homeopatia , tínhamos uma grande professora que , quando era visitada por uma mãe com seu filho doente, seja mental ou fisicamente, durante a consulta trocava uma conversa com a mãe e, de uma forma dissimulada , observa-lhe os sintomas mentais. No final da consulta, pedia à mãe autorização para medicá-la . Receitava-lhe a medicação e , à criança um placebo. Nas consultas de controle, quase sempre vemos que a criança se cura apenas com a medicação da mãe. Isso , dizia a minha professora , aplica-se a crianças com menos de 9 aos de idade em geral.